Como sair das dívidas?

Se você está neste conteúdo com esperança de que você consiga, finalmente, saber como sair das dívidas, com o seu salário atual e sem precisar se desdobrar fazendo inúmeras contas que você nem sequer entende, eu acredito fortemente que esse conteúdo irá te ajudar.

É normal que você esteja endividado, o país está vivendo o seu pior momento econômico, o desemprego só aumenta e, mesmo sendo necessário, a maior parte da população, hoje, não faz a menor ideia de como lidar com suas finanças pessoais básicas.

E, bom, mesmo que você pense que sim, essa não é uma opinião pessoal, é um dado extremamente alarmante, para que você tenha noção do quanto é assustador a inadimplência no Brasil, são mais de 61,8 milhões de brasileiros endividados, e não sabem como sair das dívidas.

Fazer parte deste número é desesperador, eu sei o que é não saber lidar com o cartão de crédito, gastar mais do que ganha e virar um escravo do trabalho. E o pior, mesmo assim, não encontrar uma saída que me fizesse não ter dívidas.

Então, por eu saber exatamente o que você está passando e ter conseguido, finalmente, ter me livrado com apenas alguns passos é que eu tenho certeza que você pode mudar sua situação financeira com esse conteúdo.

Sair das dívidas não é tão difícil como você imagina, você não precisa de mais dinheiro do que possui e você pode se livrar sem precisar se sentir pressionado, desesperado e angustiado com a situação.

Portanto, se você quer deixar de ser um dado negativo, continue lendo e veja o quão é possível, assim como eu e outras centenas de pessoas, sair das dívidas sem precisar encarar inúmeras dificuldades, situações constrangedoras e pedidos de empréstimos para familiares e amigos.

 

Mude sua mentalidade (Passo Zero para sair das dívidas)

 

Mesmo que seja óbvio, para que você consiga sair das dívidas como deseja, é fundamental que você realmente queira isso. E, bom, eu falo que esse é o passo zero porque, se planejar e estar focado em fazer o que for necessário para sair das dívidas é algo que muitas pessoas não conseguem fazer.

Então, mude sua mentalidade, assim, quando você pensar em gastar mais do que você ganha, por exemplo, virá na sua cabeça o seu planejamento e o quanto você irá se beneficiar se continuar poupando e priorizando o pagamento das suas dívidas.

Se livrar das dívidas, mesmo que pareça uma tarefa difícil, é mais simples do que você acredita. Na verdade, para que você consiga não ter mais dor de cabeça com valores pendentes, é necessário apenas ter disciplina.

E, sim, é verdade, você só precisa de disciplina. Você pode até acreditar que estar endividado é uma consequência por não ter tido dinheiro suficiente para arcar com todos os pagamentos que se comprometeu, mas, na verdade, se você está empregado, você possui um valor que cai na sua conta mensalmente. Então, se você analisar bem, mesmo pouco, você tem dinheiro.

“Mas, esse valor não é suficiente…” Tem certeza? Será que não é falta de disciplina? Será que você, por não ter conhecimento, acaba por não administrar bem o seu dinheiro?

 

8 Passos para sair das dívidas, de uma vez por todas!

Então, significa que, para sair das dívidas é necessário apenas disciplina? Não, na verdade, a disciplina é um ponto importante, mas não é o único.

Para que você consiga sair das dívidas, você precisa poupar, pagar uma parcela mensal das suas dívidas e suprir suas despesas básicas do mês. E, bom, para que você faça isso, você não só precisa da disciplina, como também de 8 passos testados que garantem que, mesmo com pouco dinheiro, você consiga fazer o necessário para mudar de vida.

Para que você se livre, de uma vez por todas, das suas dívidas (considerando até as mais antigas), você precisa de um guia simples, mas completamente necessário, de apenas 8 passos em vídeo. Onde você pode assistir os vídeos da onde quiser, onde quiser e, o melhor, enquanto você está colocando em prática os passos ensinados.

Acha que esse guia não existe ou não é tão acessível quanto você precisa que seja para conseguir sair das dívidas? Então, por favor, clique neste link e veja com os seus próprios olhos do que eu estou falando.

Se você quer saber qual é o erro número #1 que você precisa evitar ainda hoje, como organizar e qualificar suas dívidas, como montar um orçamento “anti-dívidas”, qual é a distribuição ideal do seu orçamento para sair das dívidas e muito mais, confira neste link os 8 passos para sair definitivamente das dívidas.

 

Conclusão: Dar adeus das dívidas não é uma tarefa tão difícil quanto parece

 

A culpa é sua por estar endividado, mas você escolhe se você vai continuar se culpando ou se você vai seguir os 8 passos para sair, definitivamente, das dívidas.

Estar com dívidas pode ser desesperador, é até normal que os casais se separem, mesmo com tantos anos de casamento, sabia? É normal também que você não consiga pensar em mais nada, que você se sinta pressionado e tenso diariamente e que você sinta uma enorme vontade de chorar, por acreditar que sua vida é um grande fracasso.

Mas, a grande realidade é que, se você consegue resolver esse problema com apenas 8 passos, ele não é um problema tão grande assim. Na verdade, é só questão de tempo para que toda essa rotina estressante de ser inadimplente vire apenas uma lembrança, mesmo que seja ruim, mas será apenas uma lembrança.

Então, deixe o desespero, a angústia e a tensão de lado e foque suas energias em resolver as suas dívidas hoje. Eu tenho certeza que, assim como diversas pessoas que passaram pelo que você está passando, você também conseguirá entender como lidar com as suas finanças pessoais e se despedir, finalmente, das terríveis dívidas.

Então, agora é com você! Confira agora os 8 passos para sair das dívidas e nunca mais se sinta pressionado pelas inúmeras cobranças e nunca mais se sinta desesperado por ter dívidas. Vá em busca da organização financeira que você sempre sonhou em ter!

2 comentários em “Como sair das dívidas?”

  1. Pingback: Organizar contas: como sair do vermelho? - Perfil do Sucesso

  2. Pingback: Endividado - 8 Passos para sair das dívidas - Perfil do Sucesso

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *